quarta-feira, 9 de dezembro de 2009


Duas noites pelo Marião



4 comentários:

Adriana Godoy disse...

Bela ioniciativa! É assim que se faz mesmo. Parabéns a todos que de uma forma ou de outra colaboram pra recuperação do Bortolotto!

Anônimo disse...

Reagir ou não reagir? Eis a dúvida...
Recomenda-se que pelo bom senso e pela prudência, que não devamos re-agir à violência. Não devemos reagir a assaltos e abordagens perigosas. Não devemos em hipótese alguma...Mas será? O Mário Bortolotto reagiu e levou tiros. Será que não levaria os tiros se tivesse se rendido, deitado no chão e esperados os bandidos irem embora? Talvez não...Mas também poderia ter levado os tiros como tantos levaram simplesmente por que o bandido quis... Especulações a parte. O certo é que não sabemos de que maneira iremos reagir em uma situação de violência. Principalmente, se ameaçam os nossos... Mas se não reagimos como fica? Tudo em seu devido lugar...Mas será mesmo?
Pois, penso que está na hora de reagir sim. De alguma maneira. Vejo que os bravos resistem e os heróis reagem. Mário foi herói. Um herói à margem dessa sociedade de aparências...Pela resistência e pela reação. Mas muitos não vão entender, vão até criticar, chamar o cara de doido. Mas ele foi herói. Foi um puta de um doido capaz de ser herói e reagir. E a reação dele não foi só de levar os tiros e sim de incomodar e de desencadear uma sucessão de reações: dos amigos, do teatro, dos vizinhos, dos admiradores de seu trabalho e de toda mídia, ainda que de forma equivocada. O bandido está na sua esquina e a polícia não está. A praça é sempre cheia e nunca há policiamento lá. Vi poucas vezes e na total maioria ou a policia estava maltratando moradores de rua ou atrás de aviãozinho de maconha ou então freqüentando uma famosa casa da esquina da praça; Mas nunca vi a polícia proteger. Mas me disseram que a gente não deve reagir pois existe a polícia para nos proteger?! Por que não reagimos contra essa corporação podre que não cumpre sua função? Por isso REAÇÂO JÀ! Vamos pelo menos protestar contra o descaso público. Vamos reagir!!! Não aos assaltantes, pois não somos heróis, mas a essa sociedade de corrupção. Vamos reagir e protestar!Que bom que os Parlapatões reagem e resistem!!!

Claudia Silva disse...

Parabéns pelas iniciativas, pela postura, pelo trabalho... admiráveis!

Katia disse...

oi queridos parlapatoes, gostaria de saber se depois que o Mario sair do hospital terá alguém que vai cuidar dele, ele nao vai poder dormir numa rede e vai precisar de cuidados. Eu moro sozinha numa praia do litoral norte de SP, trabalho em casa e coloco minha casa à disposicao dele, posso cuidar dele enquanto fôr preciso, caso nao haja ninguem aí com tempo pra isso e claro, se ele quiser vir. O Raul Barreto sabe quem sou eu e o Laerte Mello tbém. Nao conheco o Mário pessoalmente, mas terei prazer em ajudar, caso haja interesse entrem em contato comigo pelo email: katiacipris@yahoo.de
Muita saúde pra Mario recuperar-se rápido, nao tenho religao mas rezo por ele todos os dias. Ele é um herói.